NOSSA CIDADE / História

Conheça um pouco da História de Manoel ribas

A região onde surgiu o município de Manoel Ribas era habitada pelos índios kaingang, donos e senhores absolutosdas terras que hostilizavam a entrada dos povos brancos no sertão inóspito. Nesta época Manoel Ribas era chamado de Campina do Corumbataí, nome dado pelos índios. Os desbravadores travavam lutas contra os aborígines, conquistavam espaços e formavam lavouras para a sobrevivência.

Os primeiros brancos vieram do distrito de Tereza Cristina (nome dado ao local devido a Imperatriz Tereza Cristina), município de Candido de Abreu, que dali teriam se deslocados em decorrência do insucesso do Projeto do Médico Francês Dr. Favre que havia sido idealizados naquela localidade com apoio do Governo Imperial Brasileiro, no ano de 1.800 e também por causa da malaria e febre amarela. Porém, os que aqui chegaram tiveram inúmeros conflitos com os índios. As terras eram do senhor Dr. Cezar Lamenha Siqueira que aos poucos eram separadas e compradas por novos moradores que chegavam. Por volta de 1927, entre outros desbravadores, chegava Fabrício Antonio Getúlio, que requereu uma área de terras em torno de 2000 alqueires e foi responsável pela vinda de um grande número de colonos de Cândido de Abreu. Instalaram-se suas residências em locais próximos as margens do riacho denominado Água dos Lemes, para que pudessem montar seus monjolos comunitários. Entre as principais famílias que aqui chegaram destacamos, Lemes, Borges, Menjon, Prachedes, Miciano e Lacerda.

Por volta da década de 40 surgia a localidade denominada Campininha ou Campina Alta, que a principio, se constituía na sede da Gleba Santo Antonio, pertencente à família Lamenha Siqueira. Um dos integrantes dessa família, Dr. César Lamenha Siqueira, juntamente com Edmundo José Hauer, demonstraram interesse em edificar uma cidade. Tal propósito se evidenciou através de sua iniciativa em promover a abertura de ruas, construções de casas, edificação de uma igreja e de uma escola, além de outros empreendimentos comunitários voltados ao interesse público. Os incentivos ao surgimento de novos estabelecimentos comerciais deram a localidade à condição de Distrito do município de Pitanga.

A economia deste distrito era a criação de suínos, sendo que, plantavam o milho somente para alimenta-los. Os mesmos eram vendidos e conduzidos a pé por uma comitiva com retaguarda de carroças e cavalos para: Candido de Abreu, Reserva, Ponta Grossa e outros lugares. Muitos se perdiam, mas logo vinham outros atrás e levavam junto o porco perdido. No caminho matavam os porcos e faziam charque para a alimentação, pois a viagem demorava em torno de 30 dias para ir e voltar, conforme o destino.

Com colonos pioneiros procedentes do sul do Estado de Santa Catarina, Manoel Ribas é constituída principalmente de descendentes alemães, ucranianos e italianos, seguindo-se de poloneses, portugueses, com algumas das tradições mantidas por essas comunidades preservando a cultura, usos e costumes.

No setor da saúde, inicialmente, a localidade era visitada, periodicamente, por médicos de outras localidades. Por iniciativa de alguns moradores, construíram um pequeno hospital de madeira, cuja assistência médica eram de responsabilidade dos médicos Dr. João Nelson Sobieray e Dr. Luiz Francisco Oliveira, ambos residiam em Ivaiporã/Pr. A assistência farmacêutica e comercialização de medicamentos eram feitas por João Almeida (Janguinho), e posteriormente com Sr. Carlos Bernardo Menck onde atuava como o primeiro farmacêutico formado. E o primeiro dentista foi Osvaldo Jumes.

A segurança era feita pelo inspetor Donato Borges, sendo que, o primeiro delegado foi Osório Meira.

No esporte temos o futebol que desde o inicio foi a principal forma de lazer e entretenimento. O primeiro time surgiu na localidade denominada Água dos Lemes, formado por funcionários da fazenda. Tendo também, danças que eram tocadas por viola como o fandango e a carrerada.

Em 1954, a localidade de Campina Alta, então distrito de Pitanga, fazia por merecer sua elevação a município e, através de uma organização política de seus moradores, com seu objetivo alcançado em 5 de julho de 1955, através da Lei Estadual nº 2398, com a nova denominação de Manoel Ribas, homenagem ao Interventor do Paraná, que durante 13 anos comandou a política do Estado. Portanto, a instalação oficial do município ocorreu no dia 08 de janeiro de 1956, com a posse do primeiro prefeito eleito Sr. Raul Ferreira Messias. Na mesma data foi empossada a Câmara Municipal. A partir desta data passou a pertencer à Comarca de Ivaiporã. Manoel Ribas se constitui numa Comunidade Municipal por sua Cidade Sede, um Distrito e mais vinte e oito localidades situadas pelo seu interior.

Em 23 de Dezembro de 1998 foi criado a Comarca de Manoel Ribas.

Em 23 de Janeiro de 1999 que Manoel Ribas passou a ter sua própria Comarca.

Faz parte da Associação dos Municípios do Centro do Paraná ¿ AMOCENTRO.

Galeria de Vídeos

Horário de Atendimento: 08:00 às 11:30 - 13:30 às 17:00 Última Atualização do Site: 29/11/2017 15:07:13

Rua 7 de Setembro - Centro - Manoel Ribas - Paraná

(43) 3435-1223

contato@manoelribas.pr.gov.br